segunda-feira, julho 29, 2013

PJ Harvey, a mulher que matou o silêncio - Rid Of Me

Desde que fui apresentada a esse álbum - Rid Of Me - e mais precisamente a essa mulher - PJ Harvey - me encantei tanto que achei justo fazer alguma resenha sobre ele ou escrever algo sobre ela, porém acabei esquecendo e hoje, enquanto procurava alguma coisa encontrei um texto sobre esse disco e gostaria de compartilhar aqui (mas ainda quero conseguir encontrar palavras para descrever da forma mais real o que sinto quando escuto essas músicas e com certeza postarei aqui no blog). Obs.: qualquer estranheza ao ler o texto não é mera coincidência não, ele está em português europeu. 


PJ Harvey - Rid Of Me
Cuspir o coração.

Polly Jean, a mulher que matou o silêncio. De joelhos. Este é o seu grito em tom de desespero! O amor sem soluços perante o de contos de fadas. O vencedor é previsível. Demais.

Como explicar a demência? A sanidade não é aqui, nunca foi. E ninguém nunca quis saber! Fúria em bruto, abismos do desejo, dosagem de raiva, drogas injectadas na fragilidade das vítimas... Ao fim ao cabo grita-se mais do que se pensa. Quem não ama adoece e quem ama também.

Polly, cospes o coração! Pedes auxílio sem quereres, no fundo, ser resgatada. Ordenas que te amem. Escolhes uma personagem, disfarças as feridas no discurso e ordenas que te amem. Com urgência.Não vou ser eu.

segunda-feira, julho 22, 2013

K.A.M.E.

Hello leitorxs e seguidorxs do meu humilde blog! Motivada pelo ócio das minhas férias da faculdade eu andei pensando que deveria abrir um espaço maior aqui para mostrar as bandas femininas (ou com integrantes mulheres) que vivem e fazem barulho no underground desse país. Então nada mais justo do que começar por bandas da minha cidade. 


Motivadas a fazer um som com influências de Kittie, Deftones, Otep e relacionados, Simone Del Ponte e Fernanda Peres juntam-se para formar a banda KAME. O nome é uma abreviação para "Killing All My Enemies" usado de forma metafórica, visto que a música seria a forma de "matar" aborrecimentos e angústias: os inimigos internos. A formação atual conta com Marina Melo nos vocais, Simone Del Ponte na bateria, Fernanda Peres e Erlon M. nas guitarras e Vampy Eichmann no baixo. Esse ano lançaram sua primeira demo, "Stacey", (que pode ser ouvida e "baixada" no soundcloud, logo abaixo) e mostraram que não estão pra brincadeira não, a música é original, tem peso e um ótimo refrão, agradando de primeira o público do metal. 

Página da banda no Facebook